terça-feira, 6 de novembro de 2012

Aposentados estão sendo lesados pelo Governo do Estado!

Docentes aposentados questionam pagamento da categoria em Belém

Professores reclamam do não repasse do piso salarial nacional no estado.
Encontro de negociação entre docentes e Igeprev ocorre na segunda (5).

Do G1 PA
Comente agora
Aposentada Vânia Beckman reclama que não consegue receber todo o valor da aposentadoria (Foto: Reprodução/TV Liberal) 
Aposentada Vanda Beckman reclama que não
consegue receber todo o valor da aposentadoria
(Foto: Reprodução/TV Liberal)
Uma negociação entre professores aposentados da Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e Instituto de Gestão Previdenciária do Estado do Pará (Igeprev/PA) está marcada para a próxima segunda-feira (5), em Belém. Os docentes chegaram a apresentar, na última terça-feira (30), uma contraproposta em cima do que foi proposto pelo instituto. Eles afirmam não ter recebido as parcelas referentes ao piso salarial nacional da categoria.
A aposentada Vanda Beckman conta que trabalhou durante 28 anos como professora e não consegue receber todo o valor da aposentadoria. “Alguns aposentados em transição já receberam esse dinheiro, por que aqueles que já têm o seu documento de aposentado não receberam?”, indaga.
Assim como ela, outros professores aposentados foram até o Instituto de Gestão Previdenciária para tentar resolver o impasse em torno do pagamento do piso salarial nacional dos professores. De acordo com Aparecida Rocha, também aposentada, o governo pagou os professores da ativa no dia 17 de outubro, mas não pagou os professores aposentados.
Em fevereiro de 2012, o Ministério da Educação (Mec) informou que o novo piso salarial este ano para os trabalhadores da educação é de R$ 1.451,00, retroativo à 1º de janeiro. A aplicação do piso é obrigatória para estados e municípios de acordo com a lei federal que também une servidores aposentados e pensionistas.
Segundo o coordenador geral do sindicato dos Profissionais em Educação (Sintepp), William Silva, as propostas do presidente do Igeprev foram apresentadas em reunião, justificando que o governo do estado está tendo problemas com o repasse do FPE a partir de março de 2013.
Para ler mais notícias do Pará, acesse g1.globo.com/para. Siga também o G1 Pará no Twitter e por RSS.

0 comentários: