sexta-feira, 3 de maio de 2013

EDUCAÇÃO: ESTADO DE GREVE



    
 Boletim Especial do ESTADO DE GREVE

SOMOS TODOS SINTEPP, SOMOS TODOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO



Desde início do ano de 2013 os Trabalhadores em Educação de Marabá vem sofrendo ameaças de cortes por conta do plano de austeridade do governo, por conta de todos os problemas que enfrentamos no governo anterior. Porém, as últimas negociações mostraram que o governo e o Secretário de Educação tentam confundir a categoria com posições diferentes acerca de nossas reinvindicações. Por isso, estamos convocando a todos os trabalhadores em educação para cruzar os braços em seus locais de trabalho, pois as lutas se aproximam de forma clara e objetiva em nossas vidas. As propostas abaixo do secretário de educação configuram a falta de respeito com nossos direitos que foram conquistados através de muitas lutas nestes últimos anos, Vejam as ideias pontuadas na reunião pelo Secretário:

ü  Suspender por 02 anos a liberação de licença prêmio e liberação para estudo de mestrado e/ou doutorado;
ü  Terceirização dos Servidores de Apoio;
ü  Suspender férias no mês de julho para o pessoal de apoio;
ü  Lotar em sala de aula todo professor que estiver em estágio probatório; 
ü  Fazer cedência de servidor apenas sem ônus para secretaria;
ü  Diminuir em 30% o pessoal lotado na sede da SEMED;
ü  Rever a lotação do pessoal dos espaços pedagógicos reduzindo para 100 horas;
ü  Adequação do quadro de merendeiras;
ü  Recadastramento geral do pessoal no mês de maio;
ü  Realizar concurso específico para a educação do campo;
ü  Auditoria na folha do DRH/SEMAD;
ü  Reduzir o quadro de professores lotados nos espaços pedagógicos;
ü  Reduzir o quadro de professores de formação;
ü  Suspender o processo de eleição para diretor;
ü  Não conceder a gratificação para coordenador e orientador; (mesmo mantendo os cortes nas gratificações de diretores).
ü  Cortar em 50% a gratificação de mestrado e doutorado! ! 

      Se essas são as propostas do Secretário de Educação, percebemos que dessa forma, fica evidente que o prefeito não pagará nosso Piso Salarial, Intertício, Retroativo de Horas – Extras, Progressões e Férias. Não aceitaremos uma proposta rebaixada e desqualificada como esta, que representa um ato de traição contra os direitos dos trabalhadores que foram conquistados com muita luta ao longo desses anos. O inchaço da folha diz claramente que o município necessita de um novo concurso público urgente. E o interessante é que reduzir o salário dos secretários que era ideia inicial do governo, foi esquecida. E nesse mês, O Prefeito de forma desonesta realizou cortes nas horas-extras de todos os servidores de apoio, condenando pais de família mais uma vez ao caos social, sem discutir previamente com os Sindicatos na mesa de negociação tal medida.


Com isso, nós só temos uma saída! É greve geral URGENTE!

Informamos ainda, já que o Prefeito não assume as responsabilidades pelos cortes nas gratificações dos Diretores que é hora dos Diretores se unificarem na luta pela eleição direta, garantindo assim as gratificações atuais.


Por isso,
Não vamos aceitar exonerações de diretores! 
A solução é eleição democrática!
 

 

                                                                                                                                             
CONVOCATÓRIA
Dia 07 de maio de 2013. 
Assembleia Geral da Categoria
Início: às 09:00hs da manhã!
Em frente a Semad

Convocamos todos:

Agentes de portaria; Serventes; Merendeiras; Diretores; Coordenadores Pedagógicos e Orientadores; Professores em regência, Laboratório de Informática, Sala de leitura e Sala de Recursos. 

                                                  
                                              
                       

2 comentários:

Robson Cruz Souza Cruz disse...

o que é contraditório é que o próprio sindicato é divergente, como exemplo é a festa em alusão ao dia do trabalhador, onde fica claro que só filiados tem direito. sendo que todos ao final de cada ano pagam a contribuição sindical e continuamente levantam a bandeira da educação (e do SINTEPP). um toque aos companheiros. O exemplo começa de casa.como vamos nos unir se existe essa divisão. um abraço.

SINTEPP - SUBSEDE - MARABÁ disse...

Nós até pensamos nisso, caro Robson, mas aquela contribuição sindical nunca caiu na conta do sintepp... até hoje a PMM alega que não tem recursos.... Se tudo ocorrer conforme estamos esperando, vamos tentar agradar a todos na próxima festa em Outubro....